Página Inicial » Redes Sociais

Notícias

12/07/2002Gás natural nos carros traz economia de 70%

Juracy Barbalho Os técnicos do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e do Instituto de Pesos e Medidas do Estado da Paraíba (Ipem) reuniram ontem, no auditório da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em João Pessoa, representantes de órgãos públicos estaduais, federais e de empresas que trabalham com instalação de Gás Natural Veicular (GNV), na Capital, para anunciar o novo modelo da sistemática operacional do uso do GNV no país. De acordo com o engenheiro do Inmetro, Marcos Valério Barradas, do Estado do Rio de Janeiro, as modificações consistem em novas tecnologias desenvolvidas para atender a esse segmento que, segundo ele, está em expansão em todo o país. Na avaliação do técnico do Inmetro do Rio, a economia do uso do GNV é de 60% a 70% menor do que o veículo movido à gasolina. O metro cúbico do GNV na Capital custa R$ 0,84 e o litro da gasolina está sendo comercializado por R$ 1,85. Conforme ele, a economia do GNV e da gasolina são semelhantes. Ele exemplificou que o abastecimento de um veículo com capacidade para 55 litros de gasolina, em João Pessoa, vai gastar cerca de R$ 100. Caso o veículo seja movido à GNV, o gasto será reduzido em até 70%. Então ele gastaria cerca de R$ 30. Ele informou que foram feitas duas regulamentações do ponto de vista técnico: uma delas trata da qualidade e faz uma avaliação da capacitação técnica da empresa convertedora de veículos movidos à GNV, e a outra se refere a inspeção do veículo que foi convertido para o GNV. No novo modelo operacional, em vez de convertedoras de GNV, as empresas passarão a ser designadas de instaladoras registradoras. A outra regulamentação diz respeito à inspeção do veículo que foi convertido para o GNV. Barradas afirmou que as novas regras de operação entram em vigor a partir de primeiro de outubro desse ano. Conforme o técnico, a partir de outubro, somente as empresas registradas no Inmetro é quem poderão implantar os instaladores de GNV. Segundo ele, o Inmetro já está promovendo o treinamento necessário para o funcionamento das empresas em João Pessoa. Segurança Quanto à segurança do veículo movido à GNV, o técnico do Inmetro garante que se o kit for bem instalado, seguindo as normas técnicas estabelecidas pelos órgãos de fiscalização, os condutores estarão mais seguros do que o sistema de combustível líquido (gasolina e álcool). Barradas afirmou que a tecnologia do GNV está acompanhando a evolução do mercado de veículo. Ele informou que o preço do kit básico para a instalação do GNV custa em média R$ 2,5 mil.
Outras Notícias
Buscar por período:(dd/mm/aaaa) à

SCGÁS - Companhia de Gás de Santa Catarina

Rua Antônio Luz, 255 - Centro Empresarial Hoepcke - 88010-410 - Florianópolis - SC

Fone: (48) 3229-1200 • Emergência: 0800 48 5050Nota Legal