0800 048 5050 Fale Conosco

Destaque

SCGÁS completa 27 anos com investimentos para interiorização da distribuição do Gás Natural em Santa Catarina

Levando Gás Natural para 65 cidades catarinenses e para quase 17 mil clientes diretos entre indústrias, residências, comércios e postos, além dos quase 110 mil veículos movidos a GNV e emplacados no Estado, a SCGÁS completa 27 anos nesta quinta-feira, 25 de fevereiro. Fundada em 1994, a empresa iniciou o fornecimento de gás ao mercado em 2000 e, atualmente, tem 1.260 quilômetros de rede implantada. Com os investimentos de ampliação, a rede vai crescer mais de 40% e o número de clientes atendidos avançará 120% até 2025.

Com os investimentos, a distribuidora pretende chegar a 15 novas cidades, auxiliando no desenvolvimento econômico de Santa Catarina. O atendimento será ampliado no mercado de varejo, especialmente nos espaços urbanos de grande concentração residencial e condomínios verticais.

Entre os principais projetos de regionalização previstos no Plano de Negócios da Companhia até 2025 destacam-se o Projeto Serra e a Rede Isolada no Planalto Norte. Idealizado com o objetivo de democratizar a oferta de Gás Natural no Estado, as obras do Serra Catarinense começaram em 2011 e, até dezembro de 2020 foi investido, aproximadamente, R$ 130 milhões em obras que prevê a implantação de 230 quilômetros de rede, contemplando 16 municípios. 

Até 2025, a Companhia pretende investir, ainda, cerca de R$ 110 milhões para a finalização das obras. Trata-se do maior projeto de infraestrutura de rede de distribuição de gás natural em execução no Brasil. Além do projeto Serra, a empresa projeta até 2024 mais de R$ 400 milhões em investimentos, com meta de chegar a 80 cidades até 2025.

Outro projeto inovador da SCGÁS é a implantação de rede isolada, na qual o Gás Natural chega pelos modais GNC (Gás Natural Comprimido) ou GNL (Gás Natural Liquefeito) antecipando a oferta e desenvolvendo o mercado de consumo até a chegada da rede principal. Em 2020, a rede estruturante de Lages iniciou a operação e será ampliada esse ano. O próximo projeto de rede isolada será no Planalto Norte catarinense, que contemplará investimentos na ordem de R$ 13 milhões em quatro anos para atender os ramos industriais de papel e celulose.

Willian Anderson Lehmkuhl - Diretor Presidente da SCGÁS

“Chegamos aos 27 anos de história e mais de 20 de operação orgulhosos do nosso passado e ansiosos para o futuro. Executando o nosso maior pacote de investimentos, queremos chegar em novas regiões e municípios catarinenses. Desse modo, poderemos democratizar a oferta de Gás Natural, que estava concentrada no litoral, levando mais desenvolvimento por toda Santa Catarina com um compromisso importante: ser a distribuidora nacional mais eficiente e inovadora”.

Passado e futuro focados no desenvolvimento

O propósito da empresa é promover o desenvolvimento econômico e social catarinense através do Gás Natural, levando competitividade para o setor industrial e comercial, economia para os motoristas de aplicativos, taxistas e usuários que têm os veículos automotivos como fonte de trabalho e lazer. Além disso, nos espaços urbanos, ao atender bairros e empreendimentos, leva comodidade e segurança ao distribuir uma energia em rede, mais sustentável, contribuindo com a melhoria da mobilidade, qualidade do ar e do design e disposição espacial das cidades.

Em seu primeiro período de concessão - 1994 a 2019 - a Distribuidora concentrou os esforços no atendimento aos principais ramos industriais do Estado. Considerando os aspectos da formação socioeconômica catarinense e a diversidade regional fruto da colonização, conseguiu atender as grandes marcas exportadoras, reconhecidas no mundo e que concorrem no mercado interno ultrapassando 50% do PIB industrial abastecido com Gás Natural. Nesse período avançou principalmente pelas cidades da vertente atlântica, colocando Santa Catarina como o segundo estado da federação em municípios abastecidos.

O futuro reserva muitos desafios para a empresa. Além de atender os extremos geográficos catarinenses e acelerar o processo de interiorização, a SCGÁS se organiza para ver o mercado de gás natural aberto e mais competitivo. Outra meta é ver o processo de aproveitamento de energias renováveis avançar no país, articulando as ações com o modelo de abastecimento com Gás Natural. Desse modo, será possível cumprir o papel de ser a ponte para os combustíveis verdes, contribuindo para a construção de espaços de vida com baixo consumo de carbono.