0800 048 5050 Fale Conosco

Notícias

Curso de gasistas capacita 17 pessoas para atuar em Lages

Em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Lages, a SCGÁS investiu mais de R$ 100 mil num curso para formação de profissionais gasistas no município serrano. O objetivo era capacitar técnicos para instalar, converter e manter equipamentos comerciais e domiciliares alimentados por gás natural de acordo com as normas e procedimentos de qualidade, segurança, higiene e saúde.

O curso foi oferecido gratuitamente no período noturno, visando facilitar a participação de quem exerce outras atividades durante o dia. Ao todo, 17 pessoas concluíram e estão capacitadas para atuar no mercado local.

Inaugurada no início de agosto, a rede local de gás natural implantada pela SCGÁS em Lages possui atualmente dois postos de GNV interligados. Com o fomento a cursos profissionalizantes, a Companhia pretende ampliar o atendimento ao mercado do município, contando com mão de obra especializada. 

A capacitação de gasistas é um dos pilares para o bom desenvolvimento da assistência técnica ao mercado urbano. Teremos a ampliação na gama de serviços a serem oferecidos pelos técnicos formados, aumento na disponibilidade de profissionais capacitados para prestação de serviços específicos, tais como conversão e instalação de equipamentos. Trata-se de uma preocupação da SCGÁS perante o mercado, na posição de agente transformador na cadeia de suprimento do gás natural”, afirma o Gerente de Mercado Urbano e Veicular da SCGÁS, Gustavo Caldas dos Santos. 

Ampliação do mercado

maior pacote de obras da história da SCGÁS, lançado nesse ano, prevê a captação de 40 clientes do mercado urbano nos segmentos comercial e residencial até 2025 em Lages, que devem consumir um volume de quase 300 mil metros cúbicos por mês de gás natural. 

Para o setor comercial há prospecções de vários tipos de clientes em andamento, possibilitando o atendimento a hotéis, restaurantes, hospitais, clubes e panificadoras. No mercado residencial, a previsão é iniciar o atendimento a construtoras e condomínios habitados.




Assuntos relacionados