0800 048 5050 Fale Conosco

Notícias

NOTA OFICIAL DA SCGÁS

Em 2019, a SCGÁS recebeu denúncia de hipotético assédio sexual, por fatos que teriam ocorrido em anos anteriores, denúncia esta promovida por pessoa não envolvida no caso, ou seja, a denúncia não partiu de supostas vítimas;

Não obstante, a Companhia promoveu então a contratação de uma empresa com atuação internacional de investigação independente, que concluiu, após a apuração dos fatos junto aos supostos envolvidos, pela não caracterização de assédio;

Como o próprio jornalista afirma ao final de sua matéria, não houve comprovação da tal denúncia e não temos notícias de que qualquer suposta vítima promoveu ações junto à SCGÁS ou fora dela, sobre assédio ou abuso de qualquer natureza; 

Todas as ações da SCGÁS se orientam pelo cumprimento incondicional e irrestrito às leis, regulamentos, normas aplicáveis e a empresa preza ainda, pela atuação ética, transparente e profissional de todos os agentes com ela envolvidos direta ou indiretamente; 

Possui um código de conduta e integridade, que prevê um canal de denúncias para comunicação interna ou externa de transgressões, bem como um Comitê de Conduta e Integridade para analisar as denúncias, sendo assegurado total sigilo e anonimato ao denunciante;

Denúncias de qualquer teor que envolvam a SCGÁS são acolhidas e recebem o devido tratamento legal. No caso mencionado pelo jornalista, como já esclarecido, não houve caracterização de transgressões às pessoas envolvidas e, para preservar a integridade dos mesmos, a SCGÁS não tratará publicamente de eventuais processos que envolvam seus colaboradores;

Por fim, a SCGÁS destaca que está aberta a qualquer tipo de investigação pelos órgãos de controle, ciente da importância de fiscalização externa e independente para identificar eventuais transgressões no ambiente de trabalho, mas ressalta que lamenta a divulgação equivocada de assunto tão grave.




Assuntos relacionados